segunda-feira, 29 de julho de 2013

''AO COMPASSO DE UM TANGO ''



 
desperto-me em emoções espargidas,
poeira de velhos mundos
a dançar estrelas revividas. . .


abraço soluços do amar
entre sorrisos de águas
enamorados de som-luar. . .


num derramar-se de alma
há beijos florindo horizontes
sob olhares perdidos em calma. . .


e vestindo pedaços de infância
num cortejo de juventude ilusão
- breves sonhos!
ao embarcar nas distancias. . .


Mas, ao compasso de um tango,  
eu ainda,
sonho, revivo e amo!



Alviana Tzovenos
In: Buscas de Infinitos