quarta-feira, 3 de julho de 2013

''AS JANELAS DA MINHA RUA''



 

Ah, as janelas da minha rua!
contando segredos
tão particulares, tão singulares.

... meninas debruçadas
olhando a lua, as estrelas
as das ilusões!

... janelas de minha infância
mulheres questionando
espionando
deixando a tarde passar.

... janelas de tantos contrastes
falatórios de bem-querença
janelas que o tempo apagou.

Janelas da minha rua
de amores esperados
apaixonados
das serestas que o tempo gastou.

Alvina Nunes Tzovenos
in Palavras ao Tempo