segunda-feira, 29 de julho de 2013

''NOSSAS CRENÇAS''



Há em todos nós uma aurora humana
de pedestais sem flores negras
quando falamos com olhos nos céus.
Há em todos nós um crepúsculo
nunca desumano
porque roseirais nunca queimados
estão a nos habitar a cada momento
no toque de cada pulsação
sem vestígios de veias sepultadas.
Há em todos nós heras silenciosas
que nos habitam sem sombras
quando sabemos amar.
Há em todos nós um grito de espera
sem névoa ou frio
ainda que primaveras
perdidas entre sóis quebrados
teimem a nos açoitarem em cólera.

Alvina Nunes Tzovenos
In: Palavras ao Tempo