segunda-feira, 29 de julho de 2013

''CONFITEOR''

Perdoa-me, oh Senhor!
. . . querer sentir-me ilha
após os vendavais.


Perdoa-me, oh Senhor!
se lagrimas são sorrisos à Natureza
e se meus sorrisos
choram. . . cascatas sem belezas,
. . . desencantamento ao desamor.


Perdoa-me, oh Senhor!
quando a Natureza
aceita-me com mais calor!


Minh’alma é flor
que na beira da estrada
esqueceu-se de colhê-la,
o perdulário viajor!



Alviana Tzovenos
In: Buscas de Infinitos